Jorge Jesus, treinador do Benfica, incorre numa pena de suspensão entre um mês a um ano, caso as suas declarações no final do clássico da última sexta-feira sejam consideradas atentatórias da “honra e reputação” do auxiliar Ricardo Santos.

Na análise ao lance do 3.º golo, Jesus, de 57 anos, considerou que o erro na não marcação de fora-de-jogo “é do árbitro auxiliar”, justificando, de seguida: “Ele está na linha e tem de ver que os jogadores do FC Porto estão à frente da linha defensiva do Benfica. Vi o seu posicionamento e tenho a certeza que ele sabe que o Maicon e mais dois futebolistas estão em fora-de-jogo.”

[via Record]

Para quem não sabe o lançe que gerou polémica foi este: Como o Porto Ganha os jogos