Uns dias depois das eleições ia o Passos Coelho e a sua esposa a passar no Rossio onde estava um cego, a tocar acordeão.

Então, a Esposa de Passos Coelho puxou de uma nota de 50 Euros e deu ao cego.
Este, contente com o gesto da Senhora, agradeceu-lhe.
Prontamente disse Passos Coelho para a mulher:
– Foste logo dar 50 Euros ao ceguinho?

Responde a mulher:
– Cala-te! Se não fossem os “ceguinhos”, tu não eras primeiro Ministro!…