Num hospital psiquiátrico.

Depois de ouvir que um dos pacientes no seu hospital tinha salvo outro de cometer suicídio ao tirá-lo de uma banheira, o diretor do hospital foi rever o ficheiro do paciente e chamou-o ao seu gabinete.
“Caro Sr. António, não sei por onde começar a expressar a minha gratidão por ter salvo um dos nossos mais queridos pacientes de cometer suicídio. Acreditamos que está pronto para ser dispensado e dámos por terminado o seu tratamento. Só tenho pena de o informar de que o homem que tentou salvar acabou por se enforcar com uma corda à volta do pescoço.”

“Ah não! Ele não se enforcou.” diz o Sr. António… “Eu é que o pendurei para secar.”